As autoridades francesas obrigaram uma mulher a despir-se na praia do Passeio dos Ingleses em Nice por alegadamente estar a usar um burkini na terça-feira. Nice, recorde-se, foi uma das cidades francesas onde o uso do fato-de-banho islâmico foi proibido.

O incidente foi registado em imagens que depressa se tornaram virais nas redes sociais. As fotografias mostram a mulher a despir-se na praia, rodeada de três polícias.

À agência AFP, a mulher, Siam, de 34 anos, disse que não estava a usar burkini, mas umas leggins e um lenço na cabeça. Mais, afirmou que nem sequer tinha intenções de ir nadar.

A mesma agência de notícias, que leu o documento da multa, indica que as autoridades multaram Siam por esta não ter "respeitado os bons costumes e o secularismo".

"Estava sentada na praia com a minha família. Usava um lenço clássico na cabeça, não tinha intenções de ir nadar",

 

Ainda de acordo com as declarações de Siam, a mulher foi vaiada e humilhada pelos presentes na praia que gritavam "vai para o teu país".

O presidente da câmara de Nice foi contactado pela agência AFP, mas não prestou declarações sobre o caso, tendo afirmado apenas que já várias mulheres foram multadas por causa do uso do burkini desde o início da semana.

A proibição do burkini em diversas cidades francesas ocorreu antes da sua discussão no Conselho de Estado a decorrer esta quinta-feira, em que será abordada a questão da legalidade destas proibições.