Uma mulher foi hospitalizada depois de ter caído, esta quinta-feira de manhã, num buraco que apareceu na calçada de uma rua em Londres, no Reino Unido. Uma porta-voz do hospital afirma que a vítima ficou abalada, mas não sofreu ferimentos graves.

Eram 8:50 quando as equipas médicas foram chamadas para socorrer uma mulher, que tinha caído num buraco com cerca de oito metros de profundidade, à frente do café «Marrakech Express». Quem estava no local disse que foi «assustador» ver a mulher a cair no fosso. Várias pessoas pensaram que a situação era mais grave ainda, porque confundiram o carrinho de compras com um carrinho de bebé.

"Oh meu deus! Pobre mulher e pobre bebé, simplesmente desapareceram por um buraco no ‘North End Rd’", afirmou uma mulher que se encontrava no local, Kate Sissons.

O proprietário de uma banca de flores, que vendia próximo do local e não quis ser identificado, afirmou que viu um homem a correr do café, esta quinta-feira de manhã, antes do incidente.

"O buraco tinha sido bloqueado com mesas e cadeiras, mas ela atravessou e foi direitinha lá abaixo. O dono da loja ainda gritou ‘não vá por aí’. Mas de nada lhe valeu e quando olhei a mulher já estava lá em baixo".

Paul Smith, que estava a dirigir-se para o trabalho quando o incidente ocorreu, disse que tinha sido «chocante».

"Trata-se de um metro de largura e cerca de oito metros de profundidade. Eu não podia ver o interior, não sabia se era homem ou mulher, mas era uma pessoa e a polícia estava por toda a parte".

O proprietário do café «Marrakech Expresso», Atila Mohammed, garantiu que soube do buraco pouco antes do acidente desta manhã.

"Um homem estava a passar e veio dizer-me que a calçada tinha partido quando estava a passar". 

Atila Mohammed acrescentou que, quando foi verificar, viu uma mulher a aproximar-se e, apesar de ter gritado para parar, a senhora continuou e caiu. De seguida, a vítima foi levada para o Charing Cross Hospital e, de acordo com a porta voz do hospital, "estava abalada, mas não ferida com gravidade".

O caso está a ser investigado pelas autoridades.