O diplomata português Rui Boavida terá sido detido pela polícia belga por ter tirado fotografias ao edifício-sede da Comissão Europeia, em Bruxelas. O momento em que Rui Boavida foi algemado pelas autoridades foi registado em vídeo pelo jornalista da Euronews James Franey, que partilhou as imagens no Twitter.

No vídeo, o diplomata português é algemado e levado para uma carrinha da polícia. Rui Boavida ainda tem tempo de dizer, em inglês, que está a ser levado por causa da sua "câmara".

Rui Boavida integra a REPER - a Representação Permanente de Portugal junto da União Europeia -, estando ligado aos assuntos relacionados com a energia.

O conselheiro para a área do ambiente tentava enquadrar o edifício numa foto tirada com o seu telemóvel, mas o movimento foi considerado suspeito pelas autoridades. Depois de levado até à esquadra e de ter sido informado das razões da detenção durante cerca de 30 minutos, Rui Boavida regressou a casa.

Contactada pela TVI, fonte da representação permanente de Portugal junto da Comissão Europeia  não quis fazer comentários.

Com efeito, depois dos atentados de Bruxelas, que provocaram mais de 30 mortos, as autoridades belgas reforçaram as medidas de segurança e têm impedido a captação de imagens das instituições. Isto apesar de, legalmente, não ser proibida a captação de imagens dos edifícios em solo público .