Seis crianças morreram num incêndio numa creche em Janaúba, em Minas Gerais, no Brasil. O fogo foi deliberadamente posto por um segurança do estabelecimento que estava afastado por problemas psicológicos e tinha ido à creche falar com a diretora.

As crianças têm todas quatro anos. Uma professora, de 43 anos, também morreu no incêndio.

Outras 24 pessoas ficaram feridas, 21 delas crianças. Após o ataque, moradores da região ajudaram a socorrer as vítimas e a transportá-las para o hospital.

Segundo conta o G1, o segurança responsável pelo incêndio chegou à escola e trancou três salas antes de deflagrar o fogo. Um agente revela ainda que o homem segurou as crianças para que elas não saíssem das salas e que a professora que morreu chegou a lutar com o segurança para o tentar impedir de realizar o ataque.

O homem, de 50 anos, sofreu queimaduras em todo o corpo e acabaria por morrer três horas depois do ataque.