O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ordenou uma investigação às salas de cinema por, alegadamente, estarem a censurar e a impedir a exibição de «Bolívar o Homem das Dificuldades», um filme patrocinado pelo governo.

«Vamos averiguar por que se negam exibir o filme de Bolívar. A censura é um delito no país e quem a comete tem que pagar caro», disse.

Durante um ato público em Caracas, transmitido pela televisão estatal, Nicolás Maduro sublinhou tratar-se de um «filme extraordinário» que a «burguesia agora quer perseguir».