A rainha Isabel II visitou pela primeira vez um antigo campo de concentração nazi. Foi nesta sexta-feira em Bergen-Belsen, no estado da Baixa Saxónia, no norte da Alemanha. Foi o último ato oficial da rainha àquele país e aconteceu 70 anos depois das tropas britânicas ter libertado os presos que estavam naquele local.

Pelo menos 52 mil pessoas morreram neste campo de concentração, incluindo a adolescente Anne Frank, cuja lápide Isabel II visitaram, prestando a sua homenagem.

A visita ao campo de concentração de Bergen-Belsen era um desejo da rainha e concluiu a quinta visita de Estado da soberana à Alemanha, que incluiu encontros com o Presidente Gauck e a chanceler Angela Merkel.