Um homem que cumpre pena por várias violações pediu ao tribunal para ser submetido a eutanásia por sentir que não tem cura. A decisão de um tribunal belga sobre o pedido deve ser conhecida na próxima segunda-feira.

Frank Van Den Bleeke está preso há 30 anos, numa instituição psiquiátrica, por várias violações e pelo homicídio de uma jovem de 19 anos. É já a terceira petição para ser alvo de morte assistida que apresenta em tribunal.

«Sou um monstro», disse Van Den Bleeke ao juiz que julga a petição.

O homem de 50 anos diz que não tem cura e tem a certeza que, se algum dia for libertado, voltará a praticar o crime, «com certeza e com rapidez».

De acordo com a BBC, o advogado de Van Den Bleeke tinha apresentado um pedido para que o seu constituinte fosse tratado num centro especializado na Holanda, cujas valências não estão disponíveis no centro de detenção onde se encontra atualmente na Bélgica. Mas o pedido foi recusado e, perante essa recusa, o condenado pede para ser morto.