Restaurantes da marca Ikea decidiram que não vão mais vender carne de porcos castrados e de porcos que não tenham sido criados em pocilgas adequadas e confortáveis. O projeto vai ser implementado na Bélgica, mas pode ser adotado por outros países.

A marca sueca vai passar a exigir que os estabelecimentos só sirvam carne de porcos «felizes», ou seja, suínos que não tenham sido castrados nem mantidos em jaulas desconfortáveis.

Foi a diretora da associação de proteção animal belga GAIA (Global Action in the Interest of Animals), Ann De Greef que explicou que será implementado o projeto na Bélgica a partir de agosto de 2015.

Por enquanto, trata-se de um projeto-piloto, mas tudo indica que possa ser adotado por outros países, refere e EFE.