Um duplo atentado em Beirute, no Líbano, esta quarta-feira, causou a morte de quatro pessoas e deixou outras 70 feridas. O alvo foi o Centro Cultural do Irão, num subúrbio controlado pelo Hezbollah avança a agência Reuters. As duas explosões foram causadas por bombistas suicidas, um seguia num carro e outro numa mota.

A tática utilizada no duplo atentado de hoje foi idêntica à utilizada no ataque à embaixada do Irão em novembro passado. Um grupo ligado à al Qaeda, as Brigadas de Abdullah Azzam, reclamaram através do Twitter, a autoria da ação extremista. Na mesma mensagem confirmaram que o alvo era o Centro Cultural do Irão.

Perto de centro iraniano existe um orfanato. As janelas do edifício foram todas rebentadas com a força das explosões e as crianças ficaram em pânico. Gritavam «bomba, bomba», enquanto choravam, escreve a Reuters.

Outra testemunha, o dono de uma loja, explica que a força das explosões abalou todo o quarteirão. «Primeiro ouvimos uma explosão e depois a outra».

As explosões aconteceram na hora de mais movimento na zona. Entre as vítimas do duplo atentado encontram-se algumas crianças.