A polícia efetou, este sábado à noite, buscas na casa de familiares do francês de 29 anos suspeito dos ataques ao Bataclan, noticia a AFP. As buscas decorrem na casa do pai do terrorista, em Romilly-sur-Seine, no nordeste de França, e de um irmão deste em Bondoufle, na região de Paris, tendo estes sido detidos pela polícia.

"O irmão do terrorista, de 34 anos, foi levado à esquadra de Créteil antes de ser colocado sob custódia", afirmou fonte próxima da investigação.

De acordo com um jornalista da France Info, "os pais são gente de muito respeito no bairro".

Uma área residencial situada no sul da cidade foi isolada pelas forças de segurança que pediram aos residentes para não saírem de casa, segundo contou à AFP um repórter de uma televisão local.

O terrorista em causa é um cidadão francês, de 29 anos, nascido em Courcouronnes (Essonne) que já tinha sido identificado pela polícia e condenado por vários crimes, apesar de nunca ter sido preso.

Segundo o Le Monde, que cita fontes policiais, o francês terá estado na Síria entre o outono de 2013 e a primavera de 2014. Quando regressou esteve sob observação dos serviços de inteligência franceses durante o monitoramento de um pequeno grupo de salafistas de Chartres, onde era considerado um simples membro.