O humorista norte-americano Jon Stewart apresentará, esta quinta-feira, a sua última emissão televisiva satírica do programa 'Daily Show', ao fim de mais de 16 anos a informar e fazer rir parte da América.

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou mesmo a afirmar não o queria ver deixar o programa, assim como os seus fãs. Em entrevista, em julho, Obama foi perentório: Stewart não pode deixar o 'Daily Show'.
 

“Não acredito que te estás a retirar antes de mim. Vou emitir uma ordem executiva. O Jon Stewart não pode deixar o programa."


O conteúdo e os convidados da sua última emissão permanecem em segredo, mas o programa deverá durar uma hora, o dobro do habitual.

O 'Daily Show' existe desde 1996 e é apresentado por Stewart há 16 anos, desde 1999. Trata-se de um noticiário falso, de sátira, que tem sobretudo como alvo os acontecimentos da vida política dos Estados Unidos. 

A popularidade de 'Daily Show' confunde-se com a popularidade de Stewart, que é considerado um dos mais brilhantes humoristas da atualidade.