Um dos líderes da oposição que tem liderado os protestos na Tailândia foi, este sábado, morto a tiro, em Banguecoque avançam as agências internacionais.

Akanat Promphan, porta-voz da oposição, citado pelos media, explicou que «Suthin Taratin foi alvejado na cabeça enquanto fazia um discurso».

As equipas de emergência confirmaram a existência de um morto e nove feridos. No entanto, não avançaram com a identidade da vítima mortal.

Votação bloqueada

Manifestantes antigovernamentais bloquearam hoje a entrada de várias assembleias de voto na capital tailandesa, Banguecoque, impedindo a votação antecipada para as eleições gerais de 02 de fevereiro, informou a agência Efe.

Pelo menos 35 das 50 assembleias de voto da cidade foram obrigadas a cancelar o processo devido às manifestações contra as eleições, de acordo com o diário The Nation.

Grupos de manifestantes mobilizaram-se durante a madrugada para a entrada das assembleias de voto antes da sua abertura, tendo colocado correntes com cadeados nas portas, segundo a Efe.