adianta uma televisão privada local. 




parte de uma asa de Boeing 777

“É quase certo que a parte encontrada da asa do avião pertence a um Boeing 777, segundo o nosso responsável pela investigação”, afirmou o ministro malaio dos Transportes, nesta quinta-feira, citado pela agência Reuters. 






“Neste momento seria demasiado prematuro especularmos sobre a origem” dos destroços, disse a Malaysia Airlines em comunicado, indicando que estava a trabalhar “com as autoridades competentes para confirmar a matéria”. 


"atração turística"