Um suposto avistamento de um rato na cabine forçou um avião da Air India, que transportava mais de 200 passageiros, a regressar a Bombaim depois de quase três horas de voo com destino a Londres, informou hoje a companhia aérea.

A Air India afirmou que decidiu regressar tendo em mente “a segurança dos passageiros”, isto apesar de a presença do roedor a bordo da aeronave não ter sido confirmada.

Os ratos representam uma série ameaça à segurança dos voos, dado que podem morder cabos e causar danos nos controlos internos.