Os radares perderam contacto cerca de meia hora depois de o aparelho ter descolado do aeroporto de Sentani, em Jayapura, a capital da província de Papua, pouco antes das 15:00 locais (07:00 em Lisboa). O voo interno teria a duração prevista de 45 minutos.  

                           Local onde estava o avião quando contacto se perdeu

O avião transportava 44 adultos, 5 crianças e bebés e 5 tripulantes, não tendo chegado ao destino previsto: o aeroporto de Oksibil, na Indonésia. 

O último contacto com a torre de controlo aconteceu 10 minutos antes da hora prevista para aterrar. O diretor de operações da Trigana Air, Beni Sumaryanto, adiantou já que o avião pediu para descer e a companhia enviou uma aeronave para o local para procurá-lo.

O aparelho em causa é um ATR 42, sinal PK-YRN, foram logo lançadas operações de procura e salvamento, mas o mau tempo pode complicar as operações. 

Entretanto, como já é de noite na região e dada a visibilidade reduzida, as buscas foram suspensas. Serão retomadas pelas 06:00 locais de segunda-feira (22:00 deste domingo em Lisboa), segundo a Agência Nacional de Busca e Salvamento República da Indonésia.

 

O porta-voz indonésio do Ministério dos Transportes já reagiu, em declarações à AFP.

"Não temos certeza do que aconteceu com o avião ainda e estamos coordenando com as autoridades locais. O tempo está muito mau, muito escuro e nublado na região. Não é propício para salvamento. A área é montanhosa"

Em dezembro, um avião da AirAsia Indonesia, que partiu da cidade indonésia de Surabaya para Singapura caiu no mar de Java durante uma tempestade. Todas as 162 pessoas a bordo morreram. 

A Trigana Air Service está na lista negra de companhias aéreas proibidas de circular na União Europeia.