Um mergulhador australiano estava a fazer um dos seus habituais passeios subaquáticos e deu de caras com um cenário que classificou de «bárbaro»: deparou-se com um tubarão amarrado e esfaqueado no peito.

Robb Westerdyk estava a fazer um mergulho com amigos na reserva marinha ao largo de Adelaide, no estado australiano de Nova Gales do Sul, quando avistaram o tubarão-sardo de dois metros morto, amarrado pela barbatana caudal até ao dorso e com um grande golpe no peito.

O animal estava morto há uns dias e australiano avançou responsabilidades para pescadores furtivos, para quem queira assustar mergulhadores ou queira atrair mais predadores para o local.

Westerdyk e os companheiros de mergulho libertaram a carcaça do tubarão das cordas, que se afundou no mar. «Foi uma coisa horrível de ver. Em 40 anos de mergulho nunca tinha visto nada assim», disse.