Uma carrinha atropelou pessoas em duas paragens de autocarro, em Marselha, França. Há pelo menos um morto e um ferido, segundo a Reuters.

O procurador de Marselha, Xavier Tarabeux, disse à AFP que "não há nenhum elemento que permita qualificar este ato como terrorismo". 

A polícia francesa deu conta, no Twitter, de que há uma operação em curso no local. 

O autor do atropelamento foi detido e, segundo o procurador de Marselha à AFP, o suspeito terá problemas psiquiátricos.

A imprensa local dá indicação de que a vítima mortal será uma mulher de 42 anos e a ferida será uma mulher de 29 anos, mas ainda não foi confirmado oficialmente. 

As autoridades pediram já à população para evitar aquela zona da cidade portuária. Foi criado um perímetro de segurança, como se vê pelo tweet de um jornalista no local.

O jornal La Provence dá conta de que a viatura terá sido roubada esta segunda-feira de manhã e que no local está uma equipa de inativação de explosivos.

A polícia ainda não sabe se foi um acidente ou um atropelamento premeditado, como aconteceu ainda na última quinta-feira em Barcelona, Espanha; e em Nice, em dezembro de 2016.