Um dos homens que liderou os protestos de Ferguson, Missouri, nos Estados Unidos, aquando da morte de Michael Brown -o rapaz negro baleado pela polícia-, foi encontrado morto.

A polícia encontrou o cadáver na terça-feira de manhã, num carro queimado em Riverview. O corpo veio a ser identificado como pertencendo a Darren Seals, de 29 anos. As autoridades confirmaram também que o corpo tinha um ferimento de bala. O caso está a ser tratado como um homicídio, de acordo com o St. Louis Today.

Darren Seals terá sido um dos primeiros a chegar ao local onde Michael Brown foi baleado, em 2014. Foi ele que acabou por dar um ombro à mãe do rapaz para que a sua “alma chorasse”, como referiu à MTV.

 

 

 

“King D Seals”, ativo nas redes sociais contra o racismo, demarcou-se, no entanto, do movimento Black Lives Matter, que acusou de querer fazer um aproveitamento da situação. Eis alguns exemplos das suas publicações contra a alegada discriminação dos negros.