O terceiro alegado bombista da sala de espetáculos, Bataclan, em Paris, no dia 13 de novembro, já foi identificado. 

De acordo com uma fonte do processo em declarações à agência AFP, tratava-se de Foued Mohamed Aggad que, em 2013, viajou para a Síria com o irmão e um grupo de amigos. 

Foued Mohamed Aggad, de 23 anos, era natural de Estrasburgo, em França.
Foued Mohamed Aggad foi identificado através do seu ADN, acrescenta a AFP. O francês radicalizado resolveu voltar ao país natal para morrer como “mártir”.
 
O Le Parisien conta também que Foaued e o irmão fazem parte de uma família com quatro filhos e pais separados desde 2007.
 
O irmão mais velho, Karim, está atualmente detido, depois de uma passagem pela Síria, entre dezembro de 2013 e março de 2014.