As autoridades belgas acusaram, este sábado, três homens por “tentativa de assassinato em contexto terrorista”. Os suspeitos tinha sido detidos durante uma mega operação policial realizada na última madrugada, da qual resultaram dezenas de detenções para interrogatório.

Os homens, identificados por Samir C., Moustapha B. e Jawad B, faziam parte das cerca de 40 pessoas detidas durante as operações antiterroristas na Bélgica, e foram indiciados por “participação em atividades de um grupo terrorista”.

A procuradoria federal belga informou, em comunicado, que os suspeitos ficaram em prisão preventiva.

Na sexta-feira, as autoridades já tinham confirmado a detenção de um homem de 30 anos - Youssef EA - suspeito de estar ligado aos ataques terroristas de 22 de março registados no aeroporto, e numa estação de metro da capital belga.

O raid desta madrugada aconteceu dias depois de a polícia ter recebido um alerta sobre a possibilidade de um grupo de jihadistas oriundos da síria estarem a planear ataques terroristas na Bélgica e em França, onde decorre o europeu de futebol.

Com estas novas detenções, o nível de alerta terrorista na Bélgica mantém elevado.