O duplo atentado deste sábado em Ancara, na Turquia, fez pelo menos 95 mortos, de acordo com um novo balanço divulgado ao início da noite pelo gabinete do primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu. A mesma fonte, citada pela Agência Reuters, diz que há 246 pessoas hospitalizadas, 48 delas nos cuidados intensivos.
 
Dois alegados bombistas suicidas fizeram-se explodir, este sábado, no meio de uma manifestação de militantes de partidos, sindicatos e organizações não-governamentais de esquerda, próximos da causa curda.
 
O gabinete do primeiro-ministro turco disse, numa declaração escrita, que a investigação sobre a responsabilidade do duplo atentado continua. As autoridades continuam também a trabalhar para identificar as vítimas mortais.
 
Os atentados, já considerados os mais mortíferos das últimas décadas na Turquia já provocaram vários movimentos de protesto na Turquia e na Europa. Há notícias de manifestações em Istambul, em Paris, em Estrasburgo e em Zurique.
 
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, já expressou as condolências ao povo turco, durante um telefonema ao presidente da Turquia, Tayyip Erdogan.