Uma delegação sul-coreana de visita ao Iémen foi atacada por um bombista suicida. Porém, para além do bombista não há registo de outras vítimas a registar.

De acordo com a BBC, testemunhas reportam que o suicida posicionou-se entre dois carros da comitiva sul-coreana, quando se dirigia para aeroporto, e detonou um cinto de explosivos.

Um ministro de Seul informou que a caravana de carros transportava oficiais do Governo e familiares próximos dos mesmos. Os únicos estragos conhecidos são alguns vidros de carro partidos.

Este ataque segue-se ao atentado de domingo que matou quatro turistas coreanos na cidade de Shibam, também no Iémen. As autoridades oficiais culparam alguns grupos de militantes locais pela corrente de ataques contra alvos estrangeiros.

Entretanto AFP informou que foi encontrado um pedaço do bilhete de identidade do bombista. Foi identificado como sendo de um estudante de 20 anos.

O jovem aproximou-se de um grupo de 16 turistas coreanos e enquanto posava para algumas fotografias detonou uma bomba.

Anteriores relatos faziam referência a uma possível ligação à Al-Qaeda, mas essa informação já foi desmentida.