Marcello Salvatori e a sua esposa Maria Rita, filmavam as explicações de um guia quando se iniciou o ataque terrorista no Museu Nacional do Bardo, em Tunes, capital da Tunísia.
 

O vídeo tem a duração de seis minutos e foi publicado pelo jornal italiano «La Repubblica». Nele podemos ver o desenrolar dos acontecimentos daquela quarta-feira.

«Pensei que uma estátua tinha caído ao chão quando ouvi o primeiro tiro», revelou Marcello ao jornal italiano, onde explicou que foi com os tiros seguintes que percebeu o que se estava a passar.

O grupo que é visto no vídeo conseguiu refugiar-se com a ajuda do guia e vários tunisinos que estavam perto do museu.