Pelo menos 47 pessoas, incluindo nove crianças, morreram em ataques aéreos que terão sido levados a cabo por bombardeiros russos na cidade de Deir al-Zor, revela a Reuters.

A informação é do Observatório dos Direitos Humanos da Síria, que sublinha ainda que os raides aéreos estão entre uma série de ataques que mataram mais de 90 pessoas nas últimas 48 horas.

O Estado Islâmico controla a região há mais de um ano.

Estima-se que tenham morrido mais de 250 mil pessoas desde que começou o conflito no país em março de 2011.