O exército israelita anunciou ter lançado hoje dois ataques aéreos na Faixa de Gaza, em resposta aos disparos de «rockets» palestinianos.

Os raides ocorrem no dia em que o governo de consenso palestiniano deverá tomar posse em Ramallah, na Cisjordânia, na sequência de um acordo, firmado a 23 de abril, entre a Organização para a Libertação da Palestina, dominada pela Fatah, e o Hamas, no poder na Faixa de Gaza.

O presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, indicou que o futuro governo de consenso, que integra personalidades independentes, vai ser conhecido hoje, tendo garantido que «os ministros não serão membros da Fatah», movimento dirigido por Abbas, «nem do Hamas», movimento de resistência islâmica.

John Kerry expressa preocupação sobre papel do Hamas no novo governo palestiniano

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, telefonou, este domingo, ao Presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, transmitindo-lhe a sua preocupação relativamente ao papel que o Hamas poderá desempenhar no governo de unidade palestiniano, que toma hoje posse.

«O secretário de Estado manifestou preocupação relativamente ao papel do Hamas no Governo e [transmitiu] a importância de que o novo Executivo se comprometa com os princípios da não-violência, do reconhecimento do Estado de Israel e do respeito por acordos previamente firmados», disse a porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Jen Psaki.

«O Presidente Abbas assegurou ao secretário de Estado que o novo Governo estará comprometido com esses princípios», acrescentou Jen Psaki em comunicado.