A polícia suíça afirmou hoje não existir nenhuma indicação de que tenha havido uma motivação terrorista no ataque a um comboio que circulava no nordeste daquele país, no sábado, e que provocou seis feridos.

“No momento, não há indicação de que este ato é terrorista ou tenha motivos políticos”, disse, em comunicado, a polícia regional de Saint Gallen.

Um homem incendiou no sábado uma carruagem de um comboio na Suíça utilizando um líquido inflamável e também esfaqueou passageiros, ferindo seis pessoas, incluindo uma criança de seis anos.

O homem, um cidadão suíço de 27 anos, realizou o ataque num comboio que circulava no leste da Suíça, na fronteira com o Liechtenstein, e também ficou ferido. Polícia não exclui a possibilidade de se tratar de um crime passional.

Morreu um dos feridos

Uma das seis pessoas feridas num ataque no sábado num comboio na Suíça, uma mulher de 34 anos, morreu este domingo de manhã, no hospital, informou a polícia do cantão oriental suíço de Saint Gallen.