A todos os minutos surgem novos relatos sobre o que se passou na quinta-feira à noite na marginal da cidade francesa de Nice.

Até ao momento registam-se 84 mortos e centenas de feridos. Mas, surgindo como um “balão de oxigénio”, o jornal Le Figaro noticia que houve uma nova vida no meio da carnificina do Passeio dos Ingleses. Uma jovem grávida de nove meses abrigou-se com o marido e os dois filhos numa praia junto a um restaurante e foi nesse local que começou a sentir contrações fortes.

Segundo o mesmo jornal, as contrações da mulher podem estar relacionadas com o momento de ansiedade pelo qual passava naquele momento.

Quando se aperceberam do sucedido, os funcionários do restaurante ajudaram a mulher a chegar à cozinha, isolando a grávida e a família num espaço mais reservado, enquanto dezenas de pessoas se abrigavam onde podiam.

Até se escondiam nos frigoríficos”, afirmou o filho da gerente do restaurante.

Havia um médico no local, que conseguiu dar o apoio necessário para ela dar à luz até os bombeiros conseguirem chegar ao restaurante e posteriormente a transportarem para o hospital.

Apesar de tudo, ficámos muito emocionados”, diz o dono do restaurante.