O desenho de uma bandeira do Estado Islâmico foi encontrado no quarto do refugiado afegão que levou a cabo um ataque com machado, esta segunda-feira, num comboio da Alemanha. Esta informação foi confirmada pelo governo alemão, de acordo com a Reuters.

Após esta revelação, o Estado Islâmico reivindicou o ataque, segundo a ITV. 

“O autor do ataque à faca na Alemanha era um dos combatentes do Estado Islâmico”, citando a agência Amaq.

 

Segundo o El País, que cita o ministro do Interior do Estado da Baviera, Joachim Herrmann, o atacante era um afegão de 17 anos. O canal alemão BR24 refere que o rapaz terá chegado à Alemanha numa vaga de refugiados menores de idade que não estavam acompanhados e que terá vivido num asilo em Ochsenfurt.

O ataque terá acontecido por volta das 21:00 (20:00 em Lisboa) na estação de Heidingsfeld.

“O atacante estava armado com uma faca e um machado. O comboio parou na localidade de Heidingsfeld, no distrito de Wurzburg, e o homem saiu da composição e colocou-se em fuga, foi nesse momento que foi atingido pela polícia", informou o porta-voz da polícia, Florian Hummler.

 No ataque, o jovem, que acabou abatido pela polícia, fez quatro feridos, dois deles continuam em estado crítico, segundo o último boletim oficial, nesta terça-feira.  Uma família chinesa ficou ferida, mas desconhecem-se outros pormenores.