A polícia holandesa deteve em Roterdão, este domingo, um homem suspeito de preparar um ataque terrorista em França.

Os procuradores holandeses detalharam que o homem tem 32 anos e nacionalidade francesa, sendo então suspeito de "envolvimento no planeamento de um ataque terrorista", conforme se pode ler no comunicado das autoridades divulgado na página da Internet do Ministério Público do país. 

Na sexta-feira, as autoridades francesas pediram aos homólogos holandeses  para procederem à referida detenção depois de o nome do indivíduo ter surgido durante as investigações contra o terrorismo.

Homem ligado a outro que foi detido em França

O Le Monde avança a identidade do indivíduo - Anis B. - e adianta que a polícia chegou a ele no âmbito da investigação a Reda Kriket, o francês de 34 anos detido em Boulogne na semana passada, suspeito de planear um atentado que a polícia conseguiu assim evitar. 

Prevê-se que Anis B. seja extraditado para França em breve.

Vários nomes ligados aos atentados de Paris, e agora de Bruxelas, pertencem a uma célula terrorista, e todos foram recrutados pelo mesmo homem, Khalid Zarkani, entretanto já condenado pelas autoridades. Reda Kriket era um deles. 

Na mesma operação na Holanda, a polícia deteve ainda duas outras três, um homem de 43 e outro de 47 anos, naturais da Argélia; e um outro indivíduo sobre o qual não há informações.

Os suspeitos estavam hospedados numa casa em Roterdão Oeste. Os moradores da zona foram retirados das suas habitações por razões de segurança. 

A Europa reforçou a segurança na sequência dos atentados de 22 de março em Bruxelas, onde morreram 28 pessoas, segundo o último balanço, revisto em baixa, feito pelas autoridades. 

A capital belga tem sido palco de inúmeras homenagens às vítimas do terrorismo, sendo que este domingo a praça da Bolsa viveu momentos de tensão quando um grupo de extrema-direita invadiu o local.