O líder de um sindicato de pescadores japonês foi esta sexta-feira morto a tiro numa cidade do sul do Japão, no segundo assassínio a tiro registado em dois dias num país onde este tipo de casos é raro.

Tadayoshi Ueno, de 70 anos, foi descoberto morto numa rua de Kitakyushu, pouco depois dos residentes locais terem ouvido tiros.

A polícia confirmou a morte de Ueno num hospital local.