As autoridades do Egito proibiram uma ativista conotada com as manifestações de 2011, Asmaa Mahfouz, de deixar o país na noite de terça-feira, quando ela estava a caminho de Banguecoque, disse um responsável do aeroporto.

Asmaa Mahfouz, conhecida líder da juventude, foi uma figura proeminente na revolta que levou à queda do antigo Presidente Hosni Mubarak no início de 2011.

A ativista foi abordada no aeroporto do Cairo por funcionários da imigração, que agiram sob ordem do gabinete do Procurador-geral, disse um responsável do aeroporto, acrescentando que o nome de Asmaa Mahfouz constava de uma lista de pessoas impedidas de abandonar o país.