A porta principal do Parlamento da Guiné-Bissau foi arrombada por alguns deputados esta quinta-feira, anunciaram em comunicado os serviços da Assembleia Nacional Popular (ANP) da Guiné-Bissau.

O acesso ao hemiciclo foi sujeito a "arrombamento" por alguns parlamentares "comandados pelo ex-deputado Baciro Djá, apesar da suspensão da sessão", decretada na quarta-feira, sem data para o retomar dos trabalhos.

"O Conselho de Administração da ANP deu conhecimento desta grave violação das instalações às autoridades competentes", acrescenta-se.
 

Presidente vai iniciar auscultações para solucionar crise política


O Presidente da República da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, anunciou esta quinta-feira em comunicado que vai iniciar um processo de auscultação das forças vivas do país para encontrar soluções para a atual crise política.

"No âmbito das suas competências constitucionais, [o Presidente da República] vai desencadear todos os mecanismos, nomeadamente a auscultação das forças vivas da Nação, tendo por objetivo encontrar as melhores vias para a saída da presente crise", refere-se no documento.

Ao mesmo tempo, o chefe de Estado pede "diálogo" às diferentes fações políticas em confronto, para que cheguem a "largos consensos e compromissos nas questões interesse nacional".