Pelo menos 28 civis morreram esta madrugada em ataques aéreos na província síria de Idlib, controlada por extremistas, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Quatro crianças estão entre as vítimas dos ataques que visavam a localidade de Armanaz, que fica a alguns quilómetros da fronteira com a Turquia, segundo o OSDH, que diz não poder indicar se os ataques vieram do regime de Damasco ou dos aliados russos.

A região foi designada em maio como uma das “zonas de abrandamento” na Síria, ao abrigo de um acordo entre o regime, incluindo Moscovo, e os rebeldes.

Iniciada em 2011, a guerra na Síria já causou mais de 330 mil mortos e obrigou milhões a abandonarem as suas casas.