A ex-Presidente da Argentina Cristina Fernandez de Kirchner foi formalmente processada pela Justiça por alegados prejuízos ao Estado durante o seu mandato, no âmbito de uma investigação a operações do banco central do país.

Um juiz de uma instância nacional decidiu abrir um processo penal contra a ex-Presidente pelo crime de "administração infiel em prejuízo da administração pública" dentro "da causa pelo dólar futuro".

No auto de acusação, o juiz explica que o instrumento financeiro "dólar futuro", aplicado, neste caso, à compra e venda de divisas norte-americanas, é uma especulação em pesos contra a cotização futura do dólar.

Cristina Kirchner governou entre 2007 e 2015. 

No ano passado, a ex-Presidente também tinha sido acusada de ter encoberto o Irão em ataques terroristas, mas a queixa acabou arquivada

Foi também protagonista de uma polémica na sequência da morte de um procurador que contra si fez denúncias.