A polícia russa apreendeu, esta terça-feira, São Petersburgo, um quadro que retratava o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o primeiro-ministro, Dmitri Medvedev, como travestis.

O quadro da autoria de Konstantin Altunin, intitulado de «Travesti», estava em exibição no Museu das Autoridades.

A polícia afirmou que o material vai ser examinado para se determinar se trata-se de «propaganda extremista».

O museu foi fechado após a visita da polícia, segundo a imprensa local.