Um diário tabloide do Uganda publicou hoje uma lista de 200 homossexuais do país, um dia depois do presidente Yoweri Museveni ter promulgado uma rigorosa lei «anti-gay», informou o jornal britânico The Guardian.

O jornal ugandês Red Pepper publica o que designa de "top 200" dos homossexuais sob o título «Expostos», incluindo a lista algumas pessoas que não se tinham identificado como homossexuais, indica o The Guardian.

De acordo com o jornal britânico, a lista inclui conhecidos ativistas homossexuais, uma estrela de "hip-hop" ugandesa e um padre católico.