Cinco homens foram condenados, esta terça-feira, em Moscovo, pelo homicídio da jornalista Anna Politkovskaya, em 2006, avançou a agência Reuters.

Entre os condenados estão Rustam Makhmudov, acusado de matar a jornalista e Sergei Khadzhikurbanov, um ex-polícia acusado de orquestrar o homicídio.

Três dos cinco homens tinham sido declarados inocentes num julgamento de 2009, e segundo a «Interfax», os advogados de defesa dos condenados vão recorrer da decisão.

Anna Politkovskaya ficou famosa pela sua contestação contra o Kremlin, que na altura chegou a ser acusado pelos seguidores da repórter de estar envolvido na sua morte.

A jornalista, que ficou conhecida por divulgar as violações dos Direitos Humanos na República da Chechénia, foi encontrada morta junto à entrada do seu prédio, em Moscovo.