Angela Merkel, chanceler alemã, declarou este sábado que lamentava profundamente por aqueles que morreram e pelos que ficaram feridos durante o tiroteio de Munique, na Alemanha. Assegurou ainda que os serviços de segurança fariam tudo ao seu alcance para manter a população em segurança.

Teve lugar em Munique, na Alemanha, na passada sexta-feira, um tiroteio que matou nove pessoas, deixou 27 feridas, três delas em estado grave.

Estamos todos - e digo isto em nome de todo o Governo federal - de luto e de coração partido por aqueles que nunca mais vão regressar às suas famílias", disse Merkel, citada pela agência Reuters.

 

Às famílias, aos pais, aos filhos de quem hoje tudo parece vazio e sem sentido, eu digo pessoalmente e em nome de muitas, muitas pessoas da Alemanha: nós partilhamos a vossa dor, pensamos em vocês e sofremos convosco", acrescentou.

O ataque junto ao centro comercial Olympia foi da autoria de Ali David Sonboly, de 18 anos, que apesar de ter ascendência iraniana, tinha nascido e sido criado em Munique. Depois de disparar indiscriminadamente, o atirador suicidou-se.