Em apenas mais uma geração, os americanos brancos deixarão de ter uma presença maioritária no país, segundo revelou um novo Census divulgado pelo jornal «Daily Mail».

O envelhecimento da população no país significa que por volta do ano 2042, menos de metade da população a viver nos Estados Unidos será ainda branca. A transformação está a ocorrer mais rapidamente do que o previsto, dado que em 2004 os especialistas atiravam esta meta para depois de 2050.

Actualmente, os brancos não-hispânicos são cerca de dois terços da população americana. «A população branca está a envelhecer e continua centrada no grupo dos baby boomers, que já ultrapassaram há muito o seu período de fertilidade», explicou o demógrafo William Frey, acrescentando: «O futuro da América será o retrato da juventude de hoje em dia, que é um autêntico caldeirão de misturas».

Sendo assim, as previsões apontam para que em 2050 os brancos sejam apenas 46 por cento da população. Os negros serão quinze por cento, aumentando ligeiramente em relação à actualidade. A grande transformação acontecerá na comunidade hispânica, pois salta dos 15 para os 30 por cento. Os asiáticos passarão de cinco para nove por cento.

Actualmente, os Estados Unidos têm 350 milhões de habitantes, mas atingirão os 400 milhões em 2039 e os 439 milhões em 2050.