A Coreia do Norte abriu fogo perto de um navio de guerra sul-coreano, num novo incidente na fronteira marítima.

Esta ação ocorre um dia depois de o Chefe de Estado sul-coreano ter dito que três navios da Coreia do Norte cruzaram a fronteira marítima da Península Coreana, movimento ao qual Seul respondeu com um pedido de retirada da zona e tiros de aviso.

Em reação, a Coreia do Norte tinha ameaçado disparar sobre a marinha sul-coreana. «A partir deste momento, todos os navios de guerra do exército fantoche sul-coreano (...), que constantemente navegam nas águas sensíveis da frente do Sudoeste, converteram-se, sem exceção, em alvo de fogo direto», disse o exército norte-coreano, citado num comunicado da agência oficial KCNA.

(Artigo atualizado)