O autarca de Prads-Haute-Bléone, a localidade próxima do local da tragédia com o avião da Germanwings, diz que o pai do copiloto é «um homem destroçado». A família de Andreas Lubitz chegou ao local da tragédia na última quinta-feira à tarde. 

«Pareceu-me ver um homem que carregava todo este drama nos próprios ombros», disse Bernard Bartolini, em declarações à televisão francesa BFM.

Prads-Haute-Bléone fica muito perto de Le Vernet, a aldeia mais próxima do local de embate do avião, que se convertei em local de peregrinação. É lá que está também um pequeno memorial de homenagem às vítimas – uma pedra escrita em três línguas: francês, alemão e espanhol.