A duas semanas das eleições legislativas na Grécia, as sondagens dão vitória ao partido de esquerda Syriza face aos conservadores da Nova Democracia, atualmente no poder, mas a diferença é curta, oscilando entre os 2% e os 4%.

A agência EFE cita, este domingo, algumas sondagens divulgadas na imprensa grega, sendo que em comum todas dão a vitória ao Syriza, liderado por Alexis Tsipras, face à Nova Democracia, do primeiro-ministro grego Antonis Samaras.

Uma sondagem do instituto Kapa, divulgada pelo diário grego To Vima, dá o Syriza em primeiro lugar com 28,1%, com a Nova Democracia a atingir os 25,5%.

Já uma outra análise, do instituto Pulse e publicada pelo Eleftheros Typos, dá uma vantagem maior do partido liderado por Alexis Tsipras: 30,5% contra 27% do partido de Samaras.

Uma terceira sondagem, feita pela empresa Metron Analysis para o diário de Atenas Parapolitika, dá a maior diferença de todas, com o Syriza a obter 34,1% face aos 30% da Nova Democracia.

Em todas, há ainda que ter em atenção a percentagem de indecisos, que oscila entre os 10 e os 12%.

As legislativas de 25 de janeiro na Grécia, tidas como decisivas para o futuro do país, inclusive a nível europeu, serão disputadas entre o partido de esquerda Syriza, de Alexis Tsipras, e os conservadores da Nova Democracia, no poder, encabeçado por Samaras.