«Se nós não respeitarmos aquilo que decidimos durante a crise, iremos semear a dúvida, e isso será mau para a Europa. É por isso que nós, alemães, zelamos pelo respeito das regras», disse a chanceler, citada pelo jornal francês «Le Point».

«Estou profundamente convencida de que a Europa tem todas as hipóteses» de voltar a ser um continente dinâmico, mas, para que isso aconteça, «é preciso que nós inspiremos confiança e isso significa que devemos respeitar as regras que estabelecemos para nós próprios», continuou, num recado aos governos de Paris e de Roma, criticados por Merkel por não estarem a fazer reformas suficientes.

«O facto de falarmos constantemente do Pacto de Estabilidade e Crescimento, e de martelarmos que este precisa de ser respeitado, não se trata de um rigorismo alemão, mas sim de uma questão de confiança», continuou Merkel.