O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), Yukiya Amano, pediu esta segunda-feira a todos os países que impeçam os extremistas de aceder a matérias radioativas com as quais possam fabricar uma "bomba suja".

"A segurança nuclear é uma questão grave (que existe) há longa data. É uma ameaça real em todos os países onde as substâncias nucleares estão ao alcance dos terroristas", declarou Amano, durante uma visita às Filipinas onde participa numa conferência sobre energia atómica.


"Se as matérias nucleares caírem nas mãos dos terroristas, podem ser usadas numa bomba suja", cujo fabrico é muito mais simples do que uma bomba atómica", disse.