Um bombista suicida fez-se explodir hoje de manhã em frente da embaixada do Iraque em Cabul, no Afeganistão, e dois outros assaltantes tentaram entrar no edifício, revelaram fontes da segurança à agência France Presse (AFP).

“Os residentes civis estão a ser retirados”, acrescentou o responsável, depois de diversas explosões se ouvirem na capital, seguidas de tiros e detonações de granadas.

Fonte da polícia afegã citada pela Associated Press (AP) disse ter-se tratado de uma explosão de um carro que embateu no edifício, acrescentando que o ataque ainda estava em curso.

O grupo terrorista Estado Islâmico reivindicou o ataque em curso contra a embaixada do Iraque na capital do Afeganistão, refere a Amaq, a agência de propaganda da organização terrorista.

A Amaq indica de forma lacónica que “dois combatentes” do Estado Islâmico atacaram o “edifício da embaixada iraquiana na cidade afegã de Cabul”.

Segundo a AFP que cita fontes oficiais a embaixada foi “atingida” por fortes explosões e tiros de armas de fogo e granadas.