As autoridades do aeroporto internacional «Simón Bolívar», o principal da Venezuela, vão cobrar a partir de julho uma taxa equivalente a 12 euros por os passageiros respirarem ar condicionado com ozono.

Em comunicado, a autoridades do aeroporto explica que a taxa a cobrar é de uma «unidade tributária» que atualmente é de 127 bolívares (12 euros) e será incluída no preço dos bilhetes.

A taxa surge na sequência de um projeto de ozonização das condutas de ar condicionado, para otimizar a qualidade do oxigénio e manter as instalações livres de agentes patogénicos.