Atualizada às 13:35

Uma explosão num autocarro, esta segunda-feira, em Volgograd, Rússia, matou pelo menos cinco pessoas e feriu 20, sete das quais em estado grave, avançou a agência Interfax.

De acordo com a Interfax, investigadores russos suspeitam que a bomba foi detonada dentro do autocarro por uma mulher bomba.

O Ministro do Interior afirmou que o acidente foi causado depois de ter sido ativado um explosivo dentro do autocarro. Está agora a ser investigado um ataque terrorista - confirmado pelo Comité Nacional Antiterrorista - como causa do acidente.

«Segundo um relatório preliminar, um explosivo desconhecido entrou no autocarro. Por isso é que um ato terrorista é visto como uma possível causa do acidente», revelou fonte do Comité à Interfax.

«A sede de controlo está a coordenar os serviços de resposta rápidos, bem como as forças de segurança, para evitar que mais explosões aconteçam», afirmou um representante do Comité.

O ministério de emergência russo está pronto para enviar um avião para evacuar os feridos para Moscovo, revelou a porta-voz do ministério, Irina Rossius.

O autocarro transportava 40 passageiros. Volgograd está situado a mil quilómetros de Moscovo.