Um cidadão japonês que estava desaparecido desde meados deste mês está a ser investigado na China pela suspeita de “ter posto em perigo a segurança nacional”, informou o Ministério dos Negócios Estrangeiros.

A acusação, comum em casos de espionagem na China, foi tornada pública no sábado, um dia depois de o Governo japonês ter confirmado que o detido, cujo nomes não foi revelado, tinha sido detido pelas autoridades chinesas.

Segundo estas informações, o detido, com cerca de 60 anos, dirigia uma organização de promoção de relações de amizade entre a China e o Japão.