Pelo menos 37 pessoas, entre as quais nove crianças, morreram num incêndio num centro comercial na cidade industrial de Kemerovo, na região russa da Sibéria, divulgou a agência russa Interfax.

“Trinta e sete pessoas morreram e há nove crianças entre as vítimas mortais”, o porta-voz do Ministério para as Situações de Emergência, Boris Dedyukhin, após uma reunião de urgência.

Segundo a imprensa local, há ainda 43 feridos hospitalizados e 64 pessoas desaparecidas, entre as quais 41 crianças.

"De acordo com os relatos dos familiares, 64 pessoas estão desaparecidas", acrescentou.

Quando o fogo começou, mais de 100 pessoas foram retiradas do centro comercial Zimnyaya Vishnya. Imagens divulgadas pela televisão local, mostram várias pessoas a saltar das janelas do edifício.

O incêndio teve início às 16:00 (hora local) e, de acordo com a Interfax, ainda está a ser combatido no terceiro andar do edifício. 

O fogo no centro comercial começou no quarto e último andar e consumiu mais de 1600 dos 23 mil metros quadrados, tendo os tectos e o chão colapsado. A polícia está a investigar o incêndio, sendo que o alarme de fogo não terá funcionado.

"Temos muitas questões: porque é que o alarme não soou? Porque é que o alarme não funcionou?", afirmou o vice-governador Vladimir Chernov, acrescentando que a versão preliminar é de que "uma criança que brincava num trampolim tinha um isqueiro e que a ignição começou com espuma de borracha na piscina do trampolim, que explodiu como pólvora".

O centro comercial tem estacionamento para 250 carros, lojas, restaurantes, bowling, espaço infantil, cinema e um mini zoo.