A Coreia do Norte negou a entrada no país a um operador de câmara espanhol devido aos receios do vírus Ébola, revelou a cadeia KBS na vizinha Coreia do Sul.

O regime de Kim Jong-un revogou o visto concedido a Marc Martínez, que vive em Pequim e trabalha como operador de câmara para a estação holandesa NOS, por considerar Espanha como «um país de risco de contágio do Ébola», explicou a KBS que citou como fonte da informação o empresário holandês Paul Tjia.

O empresário é responsável por assessorar investimentos na Coreia do Norte e tinha organizado a viagem com jornalistas à Coreia do Norte onde estavam incluídos seis jornalistas da cadeia holandesa, entre eles Martínez, explicou a emissora sul-coreana.